loja - Rhynchostillis Gigantea Alba Muda

Rhynchostillis Gigantea Alba Muda

R$25,00 R$15,00

Parcele em até 6x de R$2,50 sem juros

ou R$14,25 no depósito bancário

Disponibilidade: 50 em estoque REF: rhynchostillis gigantea alba Categoria:

Descrição

Muda de rhynchostillis alba, tamanho de 5 a 10 cm.

Apesar de ser um gênero pequeno, com apenas três espécies; Esse gênero é pequeno, possuindo apenas três espécies: A Rhynchostylis coelestis, a Rhynchostylis retusa e a Rhynchostylis gigantea que é a mais comum e valorizada.

Embora o nome sugira o contrário, é uma planta de pequeno a médio porte. A Rhynchostylis gigantea é a espécie mais encontrada em nossas coleções e possui no Brasil, muitos clones dignos de qualquer coleção.Proveniente da Ásia, ela é encontradas em florestas secas, deciduas ou semi-deciduas, semelhantes a savanas, do nível do mar até aproximadamente 700 m de altitude.

É uma planta monopodial, de folhas largas e inflorescência pendente, facilmente diferenciadas das Rhynchostylis coelestis (folhas finas e inflorescência ereta) e da Rhynchostylis retusa (folhas finas e inflorescência pendente, geralmente mais longa e fina que a da gigantea).Suas flores de agradável perfume, são mais frequentes no período do outono e inverno, com pico no mês de julho (para a nossa região). É cultivada geralmente, em cachepot, com frequentes adubações, pois não possuem um período de repouso evidente e regas copiosas sempre que secas. Excelente espécie para os iniciantes.

As orquídeas Rhinchostylis são plantas de porte algo elevado, mas que havendo espaço, é imprescindível em qualquer coleção, pela beleza das suas hastes florais, com muitas flores densamente dispostas e de colorido intenso.

São conhecidas e muito e apreciadas pelo vistoso cacho pendente de muitas flores densas e curvas, as espécies do gênero Rhynchostylis têm como destaque o encanto e a durabilidade da floração, que pode chegar a 60 dias. É uma planta rústica e bastante resistente.De grande valor ornamental, e as condições climáticas brasileiras são bem favoráveis para seu cultivo, uma vez que apreciam calor e umidade. Nas regiões Norte e Nordeste, apresentam ótimo desenvolvimento, já no Sul e Sudeste, onde as temperaturas são mais baixas, podem ter crescimento lento. É muito gratificante de serem cultivadas.

As flores possuem um diâmetro de cerca de 3 cm, enquanto a haste floral pode medir até 30 cm de comprimento e a planta alcança até 30 cm de altura. As Rhynchostylis se desenvolvem bem em locais de clima quente, com boa umidade e sombreamento mediano. Vale lembrar que ambiente úmido não é o mesmo que molhado.

O excesso de umidade pode matar os exemplares, já que propicia o surgimento de doenças. O ideal é regar duas vezes ao dia, pela manhã e à noite, sempre molhando folhas e raízes, mas evitando o encharcamento do substrato. No inverno, a rega deve ser reduzida, no entanto, sem deixar as plantas secarem por completo para que não fiquem desidratadas.

O sombreamento também merece atenção. Se as orquídeas ficarem diretamente expostas ao sol, apresentarão aspecto amarelado e o crescimento poderá sofrer alterações. O correto é deixá-las em local de luminosidade mediana.

A melhor forma de cultivar as Rhynchoestylis é em cachepots de madeira. Em relação ao substrato, o esfagno é muito utilizado já que mantém a umidade. Os exemplares devem ser manuseados com cuidado, uma vez que suas raízes são bastante frágeis. Quando o cachepot se torna pequeno, é preciso transferi-la para um maior.

O replantio deve ser feito a partir da emissão de novas raízes. É possível percebê-las através das pontinhas verdes nas extremidades das raízes já existentes. Quando elas começarem a surgir é hora de replantar. A adubação deve ser feita com NPK 20.20.20 pulverizada por toda a planta, a cada 15 dias para um desenvolvimento saudável. Inseticidas ou fungicidas podem ser aplicados em períodos mais úmidos. No entanto, um especialista deverá ser consultado.

Informação adicional

Peso0.1 kg
Dimensões35 × 10 × 10 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.


Seja o primeiro a avaliar “Rhynchostillis Gigantea Alba Muda”